STF tira do juiz Sérgio Moro trechos das delações da Odebrecht contra Lula sobre Sítio de Atibaia

A  segundaTurma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, na tarde desta terça-feira (24) retirar trechos de delações da Odebrecht referentes ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva das mãos do juiz federal Sérgio Moro. A decisão foi pela maioria, 3 a 2, com Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes entendendo que os trechos das delações não têm relação com a Lava Jato.

Os depoimentos sobre o sítio de Atibaia e sobre a aquisição de um terreno pela Odebrecht para o Instituto Lula serão enviados à Justiça Federal em São Paulo. A maioria dos ministros considerou que as informações dadas pelos delatores nesses casos não têm relação com a Petrobras e, portanto, com a Operação Lava Jato.

Moro continua com os processos, já que a segunda Turma do STF julgou apenas o pedido específico sobre as delações da Odebrecht e não um pedido para retirar da Justiça Federal do Paraná os processos aos quais responde o ex-presidente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *