Senador apresenta requerimento para convocar ministro da Justiça a esclarecer suposta espionagem contra “antifascistas”

O senador baiano Jaques Wagner (PT), membro da Comissão Mista de Acompanhamento das Atividades de Inteligência do Congresso Nacional, apresentou requerimento para convocar o ministro da Justiça, André Mendonça, a prestar esclarecimentos sobre a suposta espionagem cometida pela pasta contra “antifascistas”.

A solicitação também foi apresentada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-PE). “Eu e o senador Randolfe Rodrigues, membros da Comissão Mista de Acompanhamento das Atividades de Inteligência do Congresso Nacional, apresentamos dois requerimentos para investigar e elucidar o suposto dossiê de espionagem a servidores públicos e responsabilizar os envolvidos”, escreveu, em publicação no Twitter nesta sexta-feira (31).

“Estamos pedindo a convocação do ministro da Justiça e também um processo de investigação amplo e abrangente, com poder de responsabilizar as pessoas envolvidas com esse procedimento que atenta contra a democracia”, completou Wagner.

O cientista político baiano formado pela Universidade Federal da Bahia (Ufba) Alex Agra Ramos aparece em lista de alvos de uma ação do Ministério da Justiça contra integrantes do chamado “movimento antifascismo”.

De acordo com o UOL, a investigação foi iniciada em junho, de forma sigilosa, e mira servidores federais e estaduais de segurança, além de três professores universitários, incluindo ex-secretário nacional de direitos humanos e atual relator da ONU sobre direitos humanos na Síria. Todos estes críticos ao governo de Jair Bolsonaro.

Integram a relação, ao todo, 579 nomes. No dossiê feito, em alguns casos, há também fotografias e endereços de redes sociais das pessoas monitoradas. A atividade de agrupamento das informações é realizada pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi).

Bews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *