São Félix: profissionais reclamam de salários e prefeitura confirma crise na educação

Professores e profissionais da educação de São Félix enviaram denúncia a nossa redação alegando que o prefeito, Alex Sandro Aleluia (MDB), estaria em dívida com a categoria. Segundo alguns profissionais que preferiram não se identificar, com medo de perseguição, o prefeito não está pagando o piso salarial com reajuste de 2018 e 2019, além de não ter pago as férias. “Ele depositou o salário desse mês em atraso mas só pagou porque existe uma medida judicial. Ainda assim tem professor de 40 horas que ganhava R$2.000,00 e agora recebe um salário de R$450,00. Sofremos perseguições e ameaças de demissão”, afirmou o representante. Segundo a secretária de educação da prefeitura, Adneia Barbosa, os salários estão em dia e não houve fechamento de nenhuma escola. “No ano passado. No momento do reordenamento da rede e q houve, em acordo com os pais, o fechamento de duas escolas que eram multiseriadas e passaram p escolas com séries regulares e com estrutura melhores e a prefeitura dando o transporte”, disse a secretária. A prefeitura ainda disse que alguns professores não querem entender que o município vive uma “crise na Educação”, onde os gastos são maiores que receita, por isso, o reordenamento está acontecendo e tudo sendo feito dentro da lei”, destacou a secretária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *