Santo Amaro: Presidente da Câmara promete bloquear contas do prefeito Flaviano

Após a matéria da TV Record o presidente da Câmara de Vereadores de Santo Amaro, Herden Cristiano (DEM), fez várias denuncias a nossa redação contra a gestão do prefeito Flaviano Bonfim (DEM). O vereador questiona que os altos gastos com a Festa da Purificação, contrastam com servidores que ainda estão sem receber o 13 salário, no caos com a educação e na falta de investimentos em áreas que deveriam ser prioritárias, como saúde e limpeza pública.
Segundo Herden, no mês de dezembro, a arrecadação do município ultrapassou os R$ 12 milhões e ao invés do prefeito Flaviano se preocupar com serviços essenciais e o pagamento dos servidores, a prioridade está sendo a Festa da Purificação, com gastos que vão superar os R$ 3 milhões. “O prefeito não pode priorizar festa, pagamento de buffets e coisas deste tipo, desta forma ele está brincando com o povo de Santo Amaro”.

Ele é um irresponsável.

Além dos gastos com a festa, outra preocupação do presidente da Câmara são as licitações. “Ele é um irresponsável. Estamos realizando um pente fino nas contas da prefeitura e ficamos preocupados com o que encontramos: notas superfaturadas, licitações viciadas, sempre com o mesmo ganhador. Estamos juntando todo material para fazermos uma representação junto ao Ministério Público”.
“Áreas que deveriam ser prioridades vão muito mal. Na saúde, o exemplo mais claro é a Santa Casa de Oliveiras dos Campinhos praticamente fechada. Trocaram a empresa que fazia a limpeza pública da cidade, o contrato que era R$ 420 mil passou R$ 800 mil por mês e os trabalhadores tiveram salário e cesta básica reduzidas. O prefeito e todo este grupo estão sendo perversos com a população, parece até que o prefeito Flaviano não é de Santo Amaro”, questionou Herden.

A cidade vai entrar num colapso. Vamos ao Ministério Público.

“Nossa preocupação são as pessoas, a arrecadação do nosso município cai bastante no mês de janeiro e acreditamos que se as coisas continuarem como estão os servidores correm sério risco de ficar sem pagamento e a população de ver serviços básicos sem funcionar. Por isso, solicitamos o apoio do Ministério Público e das entidades de defesa dos trabalhadores para evitar que nossa cidade entre em colapso, devido a administração de um prefeito irresponsável”. Vamos unir forças com o judiciário e o MP para ver se encontramos uma maneira do bloqueio de recursos só para pagar os funcionários e os serviços essenciais do município”, concluiu o Herden.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *