Santo Amaro: Presidente da Câmara afirma que será reaberto requerimento para investigar prefeito

A Comissão Especial de Inquérito que investiga supostas irregularidades no pagamento de notas fiscais emitidas por uma empresa de eventos ao prefeito de Santo Amaro, Flaviano Bomfim, deverá ser reaberta na Câmara Municipal da cidade. Um requerimento já havia sido protocolado no dia 8 de julho por cinco vereadores para investigar a empresa Duo Decor e Eventos, mas foi arquivado devido ao prazo não ter sido cumprido.

Além do prefeito Flavio Bomfim (PP), os beneficiários do esquema seriam o secretário de finanças, Valdemiro da Paixão Rocha Neto e Marília Rocha das Neves, secretária de ação social.

Em entrevista ao site PNotícias, o presidente da Câmara, Herden Cristiano (DEM), confirmou que o processo deve ser reaberto: “O requerimento foi arquivado por conta do recesso legislativo do meio do ano. Temos um prazo para que a abertura fosse feita e não houve tempo hábil. Mas tudo indica que esse requerimento será reaberto, para que a CPI seja instalada. Enviamos também toda a documentação para o Ministério Público Federal e Estadual, com o objetivo de que o caso seja investigado”, afirmou.

Em fevereiro, o contrato com a Duo Decor e Eventos foi rescindido após denúncias. Um mês depois, em maio, Flaviano Bomfim foi intimado pelo Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM) a prestar esclarecimentos relativos aos pagamentos feitos no exercício de 2017 para este mesmo contrato e sobre uma denúncia de prática de nepotismo com a nomeação de uma outra envolvida no pedido de CPI, Marília Rocha das Neves. A reportagem do PNotícias tentou contato com o prefeito Flaviano Bomfim, mas não obteve sucesso.
Bnwes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *