Rui vai se reunir com Lidice para definir chapa

Com a indicação ao Senado do presidente da Assembleia Legislativa, Angelo Coronel, na chapa majoritária da candidatura do governador Rui Costa (PT) à reeleição, o petista buscará em reunião nesta quinta-feira (19) com a senadora Lídice da Mata (PSB) uma saída honrosa para ela. Como publicado pelo Bahia Notícias há alguns meses, a vaga de Lídice será ocupada por Coronel.

Na reunião, Rui e o ex-governador Jaques Wagner vão tentar apaziguar os ânimos de Lídice e do PSB,  para evitar uma dissidência na base aliada. No ninho socialista, circulam os rumores de que, se a senadora ficar fora da chapa, lançará candidatura avulsa. A dificuldade está na rejeição dos candidatos a deputados estaduais e federais do partido a essa possibilidade, pois isso poderia inviabilizar a reeleição deles dele.

De acordo com informações apuradas pelo Bahia Notícias, falta apenas encontrar essa saída para que o anúncio da chapa majoritária seja feito. O desenho, até o momento, é esse: Rui para governador, João Leão na vice, além de Jaques Wagner e Coronel para o Senado. Nos bastidores, acredita-se que o governador pode oferecer a ela uma secretaria ou também propor uma candidatura a deputada federal.

Secretária de Rui, deputados do PT e artistas devem assinar manifesto em apoio a Lídice

Ante a possibilidade cada vez maior de a senadora Lídice da Mata (PSB) ficar fora da chapa majoritária do governador Rui Costa à reeleição, intelectuais, artistas, políticos e movimentos sociais estão articulando a criação de um manifesto contra a saída da socialista.

Segundo informações obtidas pelo Bahia Notícias, o documento pela permanência de Lídice na chapa deve contar com o endosso até de uma secretária do governador Rui Costa e também políticos do PT. A reportagem apurou que a secretária estadual de Cultura, Arany Santana, além dos deputados federais petistas Caetano e Florence estão entre os signatários do manifesto. Além disso, sindicatos, integrantes do movimento negro e movimentos de mulheres, que têm tratado a saída da senadora como “feminicídio político”, também assinarão o documento. Nomes do forró, como o músico e compositor feirense baiano Carlos Pitta, vão apoiar a candidatura à reeleição da parlamentar.

Após o PSD confirmar a indicação do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Angelo Coronel, para uma vaga no Senado na chapa, a não inclusão da socialista na majoritária é dada como certa. No entanto, o partido ainda não trabalha com outra possibilidade para Lídice e pretende levar a batalha pela candidatura dela até o governador Rui Costa tomar a decisão final sobre a composição do grupo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *