Recuperação da BA-878, entre Saubara e Santo Amaro, será concluída em fevereiro

Moradores e frequentadores de Bom Jesus dos Pobres, distrito do município de Saubara, no Recôncavo baiano, estão apreensivos em ter que enfrentar mais um verão de buraqueira na estrada que dá acesso às concorridas praias da região. Iniciadas em 2018, as obras de recuperação e pavimentação da rodovia BA-878, a estrada de Santo Amaro que leva ao litoral de Saubara, estacionaram na altura do entrocamento da BR-420, entre Saubara e Bom Jesus. Há cerca de um mês, dizem os moradores, não se vê mais máquinas na região. Os usuários da estrada, que passa por Cabuçu, seguem encarando poeira em dias de sol e lamaçal quando chove. A restauração da rodovia tem sido objeto de várias reivindicações, inclusive de parlamentares ligados à região.

A ordem de serviço para recuperação da rodovia, com extensão de 27,5 quilômetros, foi assinada pelo governador Rui Costa com festa em Saubara, em março do ano passado, quando se anunciou investimento de R$ 15,6 milhões e prazo de 10 meses para conclusão do serviço.

Seinfra – Procurada a Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra) informou que a restauração do trecho que vai do entroncamento da BR-420 ao distrito de Bom Jesus dos Pobres, em Saubara, está 75% concluída, e que a obra foi paralisada devido ao recesso de fim de ano. Os trabalhos devem ser retomados na próxima semana. Segundo o órgão, os serviços já foram realizados em 21 quilômetros do trecho do entroncamento da BR-420 até a região de Saubara. Agora, será recuperado o trecho que vai de Saubara a Bom Jesus dos Pobres (cerca de 7 quilômetros). A previsão é de que a obra seja concluída no mês de fevereiro. Espera-se que antes do Carnaval.

Um comentário em “Recuperação da BA-878, entre Saubara e Santo Amaro, será concluída em fevereiro

  • outubro 11, 2019 em 6:04 am
    Permalink

    Entregue em março deste ano a ¨Recupeção¨ da BA-878 parece mais um pesadelo que os moradores e veranista da região vão viver nos próximos meses. Nem bem foi entregue a Rodovia, várias intervenções de TAPA BURACO, tem sido feito. Na verdade, nos parece que a estrada foi asfaltada com CUSPE e o dinheiro público jogado no LIXO. Custou aos cofre público a cifra de 15,6 milhões de Reais e a estrada não durou 5 meses para vivermos aquela situação de OPERAÇÃO TAPA BURACO um verdadeiro absurdo que os órgão de fiscalização dos Atos do Governo do Estado deveriam investigar e irão verificar que a obra foi feita fora dos padrões. Na verdade não há asfalto na rodovia e sim uma camada de areia com betume que eles dizem ser asfalto ou em ultima hipotese uma camada de asfalto que não chega a 2cm. Vamos viver tempos piores daquele asfalto anterior, porém, o anterior levou mais de 5 anos para acontecer a operação TAPA BURACO.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *