Projeto de Economia Solidária contempla Terreiros de Santo Amaro

Máquinas de costura, processadores, liquidificadores industriais, frezzers e móveis de escritório foram alguns dos 77 equipamentos e maquinários entregues, nesta quarta-feira (29), pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), ao Projeto ‘Egbe Oju Onirê: Rede de Economia Solidária dos Terreiros de Santo Amaro’, que inclui sete terreiros de candomblé no município localizado no Recôncavo Baiano.

Contemplado pelo Edital de Apoio aos Empreendimentos Solidários de Matriz Africana da Setre, o projeto tem como objetivo promover e valorizar as manifestações culturais e as ações de grupos de economia solidária em terreiros de Matriz Africana de Santo Amaro. O projeto contempla dois núcleos de resistência das populações tradicionais: a alimentação e a vestimenta. Na primeira etapa da ação, foram qualificados os beneficiários e pessoas das comunidades adjacentes aos terreiros.

O Babá Iba do Terreiro Ilê Axé Ia Ode Laila, Willams Aleixo, foi um dos participantes do curso. “Além de economizarmos, fazendo a nossa própria vestimenta, estamos comercializando em algumas feiras, o que gera renda extra para as pessoas que fizeram o curso”, comemora.

Presente no evento, a titular da Setre, Olívia Santana, destacou que além do resgate e manutenção das tradições das religiões de matriz africana, os projetos beneficiados pelo edital são uma importante ferramenta de geração de trabalho e renda. Fazem parte da rede os terreiros Ilê Axé OjúIgbòOdé; Ilê AzéIji Fara Onirê; Ilê Axé Ia Ode Laila; Ogum Dilé; Ilê Axé de Oxum; Ilê Axé YáNanJenan; e Ilê Axé Oju Onirê.

O projeto é um dos 54 classificados pelo Edital 001/2014, que visa apoiar entidades da sociedade civil sem fins lucrativos, no campo da formação e do desenvolvimento de empreendimentos e redes de economia solidaria no âmbito dos segmentos de matriz africana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *