Pauta Livre – Rogaciano Medeiros

SERVIÇO SUJO

Depois de anunciar que não iria, Temer confirma presença na reunião do G20, que acontece sexta-feira e sábado em Hamburgo, na Alemanha. No entanto, não terá nenhuma influência. O Brasil deixou de ser protagonista da história, como era na época de Lula e Dilma. Voltou à condição de teleguiado servil dos Estados Unidos. Afinal, um dos objetivos do golpe é sabotar o Brics, que reúne também Rússia, Índia, china e África do Sul, e terminou sendo decisivo no esvaziamento do G7 e no empoderamento do G20. O presidente brasileiro cumpre o papel sujo que lhe cabe.

CONTA PAGA

Os dados são públicos. O governo Temer gastou nos últimos três meses mais de RT$ 60 milhões em propaganda e publicidade para vender uma ideia positiva da reforma da Previdência, que na realidade acaba com a aposentadoria.

SEM CREDIBILIDADE

Finalmente, a defesa de Lula decidiu entrar com representação no CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) contra o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima. Constantemente ele posta no facebook agressões à honra e dignidade do ex-presidente. Esse é um dos representantes do Ministério Público Federal na força tarefa Lava Jato. Parcialidade escandalosa.

NA BOA

As imagens da prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima mostram o parceiro de Temer caminhando tranquilamente, com uma malinha nas mãos, sem algemas e muito menos agentes da PF o espremendo. Mas, quando era com algum político do PT o que se via eram humilhação e espetacularização.

BRAVO, BANDIDOS

“Cansei, não adianta, os três poderes são mais fortes. Bravo, bandidos. O país parece anestesiado com um escândalo atrás do outro”. Postagem no twitter do escritor Paulo Coelho, normalmente reservado em comentários sobre política.

DOMÍNIO TOTAL

Sem provas, a direita golpista deve recorrer à teoria do domínio dos fatos para tentar inabilitar Lula à eleição presidencial do próximo ano. Como lembra o jornalista Fernando Brito, do Tijolaço, bancos poderosos como Bradesco, Santander, Citibank e Merryl Linch, que fizeram auditorias na Petrobrás para parcerias comerciais, não identificaram nenhuma irregularidade na petrolífera brasileira. Mas, o juiz Sérgio Moro tem convicção de que Lula deveria saber.

Rogaciano Medeiros é Jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *