Sérgio Moro é pressionado à sair do Brasil e se distanciar da política

Ex-ministro da Justiça e Segurança Publica, e ex-aliado do Presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Sérgio Moro está sendo pressionado pela família a sair do Brasil e se distanciar da política e de eventual disputar as eleições presidenciais de 2022.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, a esposa de ex-juiz, Rosângela Moro, tem dito constantemente a interlocutores que seu marido já contribuiu com o que tinha de contribuir para o país. Ela avalia a política partidária como palco de embates selvagens, o que não seria ideal para ele.

O ex-ministro, diferente de quando deixou o governo, passou a baixar o tom nas redes sociais em relação a Bolsonaro. Até chegou a demonstrar que não deveria ter saído do governo atirando, como o fez. Moro também chegou a dizer a políticos que o visitaram que não pretende concorrer à Presidência.

Vale lembrar que ainda esse mês Moro perde o direito a escolta da Polícia Federal, quando acaba a quarentena obrigatória que lhe foi permitida desde que deixou o Ministério da Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *