Moro é denunciado em Comissão de Ética da Presidência da República

O ex-ministro Sergio Moro será denunciado em Comissão de Ética da Presidência da República. A queixa será apresentada por um grupo de 14 advogados e juristas, nesta quinta-feira (30).

De acordo com informações da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, a denúncia é embasada com trechos da entrevista de despedida de Moro que, segundo o grupo, indica desvios como troca de favores e omissão diante de possíveis atos ilegais do presidente Jair Bolsonaro, dos quais o ex-juiz admitiu que estava ciente.

Liderado pelo jurista Celso Antônio Bandeira de Mello, o grupo ressalta que o próprio Moro relatou investidas de Bolsonaro para trocar o diretor-geral da Polícia Federal feitas desde o segundo semestre de 2019..

Com isso, ele teria violado o Código de Ética do Servidor ao não informar a conduta de Bolsonaro a órgãos competentes, já que ela seria ilegal e “reputada criminosa”. Tais incursões, dizem os advogados, “foram aceitas [por Moro] sem maiores questionamentos”.

A queixa contra Moro abrange ainda o pedido que ele fez para que fosse garantida uma pensão à família caso “algo o acontecesse” depois de assumir o Ministério da Justiça. A comissão tem hoje maioria de integrantes indicados por Bolsonaro ou apoiadores de sua candidatura.

 

Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *