Maragojipe: Embasa, SEMA e Bahia Pesca visitam área do Projeto CO2 Manguezal

Para conhecer e trocar experiências sobre o Projeto CO2 Manguezal, da Fundação Vovó do Mangue, em Maragogipe, equipes da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), Bahia Pesca e Embasa fizeram uma visita técnica ao local, na última quinta-feira (19). O projeto, voltado para a recuperação de manguezais, já formou três mil crianças no âmbito do Programa de Educação Ambiental, capacitou 150 multiplicadores educadores locais, recuperou 12,5 hectares de mangue e distribuiu 46 mil mudas.

Os técnicos conheceram o viveiro de mudas das espécies utilizadas na recuperação do mangue e visitaram uma área já recuperada de mangue e outra de produção de ostras. A Secretaria do Meio Ambiente, através do Gerenciamento Costeiro do Estado da Bahia (Gerco), tem como uma das prioridades a implantação de Unidades de Recuperação de Áreas Degradadas dos Manguezais (URAD Manguezais), que está em processo de formatação e planejamento.

“Conhecer um pouco da realidade de Maragogipe nos ajudará na gestão de cidades litorâneas. Fiquei surpresa com o projeto, principalmente com o uso da música como instrumento facilitador para a educação ambiental de crianças, jovens e adultos das comunidades ribeirinhas. E a Embasa está à disposição da Sema para aprender mais e contribuir com parcerias na parte de gerenciamento costeiro”, disse Lícia Costa, coordenadora do Comitê e Gestão Ambiental da unidade regional da Embasa em Santo Antônio de Jesus.

Outras reuniões serão marcadas para aprofundar alguns aspectos técnicos, como a incorporação do Bioma Mata Atlântica no processo de recuperação de mangues; as metodologias e técnicas de educação ambiental com o objetivo de despertar a importância dos manguezais na captura de carbono bem como sua recuperação e conservação e, como isso, atenuar as questões das mudanças climáticas com ações de mitigação e adaptação ao aquecimento global; e ações com vistas ao Pagamento de Serviços Ambientais (PSA).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *