Juiz condena ex-chefe de campanha de Donald Trump a 3 anos e 11 meses de prisão por fraude

Paul Manafort, ex-chefe da campanha presidencial de Donald Trump, foi condenado a 47 meses de prisão – ou seja, quase quatro anos – pelos crimes de fraude fiscal e bancária. A sentença foi determinada nesta quinta-feira (7) pelo juiz T.S. Ellis, quase sete meses depois de um tribunal da Virgínia declarar o lobista culpado por oito das 18 acusações.

Manafort foi condenado em cinco acusações de apresentação de declarações fiscais falsas, uma acusação por não declarar contas no exterior e por duas acusações relacionadas a fraudes bancárias.

O ex-chefe de campanha também terá de pagar restituição de mais de US$ 24 milhões, além de multa de US$ 50 mil, segundo determinação do juiz

Apesar de os promotores não terem recomendado nenhuma sentença específica, segundo a Reuters, havia a expectativa de que Manafort fosse condenado a até 24 anos de prisão. O juiz Ellis, no entanto, considerou a medida “excessiva” e que criaria uma “disparidade injustificada” com outros casos semelhantes.

O juiz também disse que a pena não tem relação com as denúncias de que ele liderou um conluio de Donald Trump com a Rússia durante as eleições de 2016 (leia mais sobre o assunto no fim da reportagem).

Na audiência desta quinta-feira, Manafort declarou que está com a vida “profissional e financeiramente em frangalhos”. “Dizer que eu fui humilhado e constrangido seria muito pouco”, disse. Depois de receber a pena, porém, ele agradeceu ao juiz “por ter conduzido um julgamento justo”.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *