Jornalista diz: podem prender um jornalista, matar outro, mas não impedir a verdade

Depois de fechar parcerias com Reinaldo Azevedo, Band e Folha, o jornalista Glenn Greenwald, do Intercept, reiterou que toda a verdade do caso Vaza Jato será revelada, queiram ou não os poderosos.

Glenn Greenwald, editor do Intercept, voltou a bater na tecla de que o governo Bolsonaro e a Lava Jato não conseguirão impedir a divulgação de novos diálogos da Vaza Jato, mesmo diante das ameaças veladas de que alguns jornalistas poderão até vir a ser presos. “O outro fator crítico: tem agora muitos jornalistas trabalhando no arquivo, reportando materiais cruciais. Então eles não podem fazer nada para impedir sua divulgação. Podem prender um jornalista, matar outro. Nada pode impedir que a verdade seja revelada. E eles sabem disso”, disse ele, ao dialogar com o político gaúcho Pedro Ruas, no Twitter.

Um comentário em “Jornalista diz: podem prender um jornalista, matar outro, mas não impedir a verdade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *