Itabuna tem 100% de ocupação de leitos para tratar a covid-19 e Feira chega a 91%; governo fala em novas vagas de UTI

A situação dos leitos dedicados exclusivamente para a Covid-19 tem preocupado em algumas cidades da Bahia, como Itabuna, que fica na região sul, e registrou 100% de ocupação na segunda-feira (23), e Feira de Santana, que atingiu a marca de 91% de ocupação. Por causa da situação, o governo anunciou nesta segunda que 10 novos leitos de Unidade de terapia Intensiva (UTI) será aberto no Hospital Geral Clériston Andrade para os pacientes com a Covid-19, já partir de terça-feira (24).

No sábado (21), o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas Boas, usou as redes sociais, para fazer um alerta sobre a situação da Covid-19 em Feira de Santana. Segundo ele, a situação é grave. A publicação foi feita dias depois de o hospital de campanha de tratamento para a Covid-19 da cidade ter 100% de ocupação dos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

A média móvel cresceu em 60%, em comparação às duas últimas semanas. Na cidade feirense, a média móvel registrada é de 109 casos diários. O índice sobe desde o mês de outubro, alcançando patamares semelhantes ao do mês de julho, quando Feira de Santana atingiu o pico da pandemia. No Hospital Geral Clériston Andrade, a taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 73%.

O número preocupa as autoridades por causa do perfil dos pacientes graves: jovens. No hospital de campanha, 30% dos pacientes têm menos de 40 anos. Feira de Santana foi o primeiro município baiano a registrar casos de Covid-19, no início de março. Conforme o boletim divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), na tarde desta segunda-feira (23), a Bahia já tem 386.321 casos confirmados da doença desde o início da pandemia. G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *