Isolada, Regina Duarte pode ser a próxima a deixar o governo, diz coluna

A secretária especial da Cultura, Regina Duarte, pode ser a próxima da fila de baixas aberta por Luiz Henrique Mandetta e ampliada por Sergio Moro, diz a coluna Radar, no site da revista Veja.

Segundo a publicação, aos poucos, a atriz vem percebendo ter caído em uma armadilha ao deixar uma carreira artística de sucesso e aceitar o convite do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para entrar no governo.

Ainda de acordo com a coluna, a ex-global foi isolada numa espécie de limbo administrativo desde que entrou no governo. Não tem força para convencer ministros a destravar sua agenda cultural e também não conta com apoio do Planalto para sequer escolher a própria equipe.

Nas redes sociais, registra a Radar, Regina Duarte já deu sinais de que pode abandonar o barco. “Quando me desapego do que tenho, recebo o que necessito. É tudo que preciso aprender… desapego. Tá em tempo ainda”, escreveu ela num post na rede no fim de semana. “Seja o que Deus quiser”, registrou em outro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *