Gilmar defende quebra de sigilo de manifestantes que promoveram ato contra democracia em Brasília

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), defendeu na noite dessa segunda-feira (20/04) que a Polícia Federal (PF) peça a quebra de sigilo telefônico e bancário de pessoas que tenham participado de manifestações em favor de medidas contrárias à democracia, como a ocorrida no último domingo em Brasília. As declarações foram dadas em entrevista à GloboNews.
No ato, que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), manifestantes defenderam o fechamento do STF e do Congresso.
O ministro evitou criticar diretamente Bolsonaro. Ele disse que lhe pareceu “exorbitante” a presença de Bolsonaro no ato, mas afirmou que já houve uma “retificação”, pelas declarações do presidente nessa segunda-feira, quando afirmou ser um defensor do “Supremo aberto e transparente” e do “Congresso aberto e transparente”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *