FAB concluiu que não houve pane ou mau funcionamento em avião de Teori

O avião que caiu com o ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), não apresentou pane ou mau funcionamento, de acordo com relatório divulgado pela Força Aérea Brasileira (FAB), nesta segunda-feira, 22. No entanto, a apuração realizada pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) da FAB não aponta a causa do acidente que matou o ministro.

O relatório aponta “condições restritas de visibilidade” no momento do acidente, mas não cita possíveis culpados pela queda. O mesmo documento destacou que o piloto era experiente.

De acordo com a Cenipa, a principal causa da morte das cinco pessoas a bordo do avião foram politraumatismo por conta do impacto causado pela queda da aeronave.

O acidente

O avião caiu em 19 de janeiro de 2017, no mar de Paraty, na Costa Verde do Rio de Janeiro. Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente foi próximo à Ilha Rasa. O avião saiu de São Paulo (SP) e caiu a 2 km de distância da cabeceira da pista. Na hora do acidente, chovia forte em Paraty e a região estava em estágio de atenção.

Teori foi o ministro responsável pelas investigações da Operação Lava Jato na Corte, tratando dos processos dos investigados com foro privilegiado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *