Eduardo Bolsonaro vai ao STF para derrubar prorrogação da CPMI das Fake News

deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, apresentou um mandado de segurança ao Supremo Tribunal Federal (STF) para anular a prorrogação da CPMI das Fake News. A comissão parlamentar, prevista para ser encerrada na última terça-feira (14), foi estendida por mais seis meses.

Segundo o site O Antagonista, Eduardo alega que a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito, que apura a disseminação de notícias falsas principalmente nas eleições de 2018, vencidas pelo seu pai, foi desvirtuada para perseguir apoiadores de Jair Bolsonaro.

“O mote recorrente das reuniões é acusar e atacar parlamentares próximos ao Sr. Presidente da República na tentativa de enfraquecer a legitimidade e, assim, obstar a atuação legislativa de Deputados e Senadores, em especial do Impetrante. […] Foi até mesmo citada a possibilidade de impeachment, ou, ainda, de anulação do processo eleitoral de 2018”, diz o deputado, na ação.

A CPMI foi iniciada em setembro de 2019. Os parlamentares decidiram prorrogá-la para apurar a propagação de fake news sobre o novo coronavírus.

 

BNEWS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *