Deputado Daniel Silveira é preso por decisão do STF após ataques a ministros

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso na noite de terça-feira (16) por ataques a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A prisão foi decretada pelo ministro da corte, Alexandre de Moares.

O parlamentar bolsonarista é alvo de dois inquéritos no Supremo. Um que apura atos antidemocráticos e o outro, que apura fake news. Moraes é relator de ambos os casos, e a ordem de prisão foi expedida na investigação sobre notícias falsas.

Ao ser detido, Daniel voltou a fazer provocações: “Ministro, eu quero que você saiba que você está entrando numa queda de braço que você não pode vencer. Não adianta você tentar me calar. Eu já fui preso mais de 90 vezes na Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro”, afirmou.

A declaração ocorreu enquanto ele narrava a chegada da Polícia Federal em sua residência em Petrópolis, no Rio de Janeiro. “Tenha certeza, a partir daqui o jogo evoluiu um pouquinho. Eu vou dedicar cada minuto do meu mandato a mostrar quem é Alexandre de Moraes, quem é Fachin, quem é Marco Aurélio Mello, quem é Gilmar Mendes, quem é Toffoli, quem é Lewandowski, eu vou colocar um por um de vocês em seus devidos lugares. As pessoas que estão aqui me assistindo agora, eu não me importo nem um pouco, pelo meu país eu tô disposto a matar, morrer, ser preso, tanto faz, você não é capaz de me assustar”, acrescentou o deputado.

Assista o vídeo: 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *