Com cerca de 700 mil cartões distribuídos a alunos da rede estadual, 2ª parcela do vale-alimentação é iniciada

Os estudantes da rede de ensino estadual na Bahia terão acesso, a partir desta segunda-feira (8), a segunda parcela do vale-alimentação de R$ 55, ofertado pelo governo do estado para compensar o período sem aulas, e, portanto, sem a distribuição de merenda escolar. A expectativa é de que aproximadamente 700 mil alunos tenham acesso ao valor, por meio dos cartões distribuídos no último mês de maio.

Os estudantes que não retiraram a primeira parcela terão o valor acumulado no cartão e receberão, já nesta segunda-feira, o crédito de R$ 110. Segundo estimativas do governo, cerca de 800 mil alunos têm direito ao benefício. No entanto, nem todos tiveram acesso ao cartão. Aqueles que ainda não o possuem devem procurar a escola em que estudam ou ligar para o telefone 0800 284 0011.

“Fizemos um grande mutirão com as escolas, grupos territoriais, parceria com prefeituras, com a Polícia Militar, os próprios estudantes ajudaram a gente. Conseguimos chegar ao número de aproximadamente 700 mil cartões entregues. Se, por ventura, algum estudante teve alguma dificuldade, enviamos para a empresa a confecção desses cartões”, disse o secretário de Educação, Jerônimo Rodrigues, em entrevista ao Jornal da Manhã.

O secretário espera que as cenas de filas que ocorreram na distribuição da primeira parcela do benefício não se repitam. Na segunda parcela, com o cartão, os estudantes poderão fazer compras em qualquer estabelecimento credenciado a rede Alelo, o que representa cerca de 18 mil mercados disponíveis para compras em todo o estado.
“Temos 18 mil pontos de empreendimentos credenciados na Bahia. Todos os municípios têm um número significativo de empreendimentos credenciados. Aqui em Salvador são quase sete mil, inclusive grandes redes. Em Feira de Santana são 850. Estão em todos os municípios, grandes e pequenos, inclusive povoados, distritos, localidades que estão distantes do centro comercial ou das cidades. Pedimos aos estudantes que evitem aglomerações. No ato da compra, garantam o distanciamento mínimo, vá de máscara e se possível leve álcool em gel. Estamos de plantão para, se ocorrer algo anormal, possamos ajudar a resolver”, pontuou o secretário.

O cartão vale-estudantil é destinado, exclusivamente, para a compra de gêneros alimentícios.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *