Santo Amaro: Candidata a vereadora registra em cartório documento abrindo mão do salário caso seja eleita

A professora Andrea Gonzalez (MDB), candidata a vereadora na cidade de Santo Amaro (BA), registrou no dia 05 de outubro, uma declaração abrindo mão de receber o subsídio de cerca de R$10.000,00 (dez mil reais) caso seja eleita. O fato causou alvoroço nas redes sociais e deu início ao debate referente aos valores pagos, não só aos vereadores, como aos prefeitos, vices e secretários.

A candidata alega que o eleitorado anda desconfiado e desacreditado e que acredita num alto índice de abstenção de votos. Pretende com isso incentivar a crença em nomes que inspirem confiança: “Eu não preciso de dinheiro pra fazer o que já faço. Eu só preciso do púlpito e do microfone. O povo só quer ter voz e eu pretendo ser essa voz”.
A atitude da candidata foi uma surpresa pois ela já se comprometeu em doar cem por cento de seu subsídio em ações voltadas ao desenvolvimento social, deixando registrado o seu compromisso em cartório: “Eu não queria prometer, eu queria fazer. De promessas o povo está cheio.”

Segundo a professora, a intenção foi alcançada pois levantou a discussão e, independente de ganhar ou não, “uma semente foi plantada”.

É a segunda vez que Andrea Gonzalez se candidata, tendo sido a quinta mulher mais votada, ficou em 37 lugar dentre todos os candidatos na eleição de 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *