Candeias: Justiça pede que Embasa suspenda cortes no serviço de abastecimento de água

Nessa quinta-feira (02) o Ministério Público estadual recomendou à Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) que suspenda imediatamente as ordens de serviço de cortes no abastecimento de água dos consumidores no município de Candeias, independente do motivo, inclusive de inadimplentes, enquanto perdurar a situação de emergência em saúde pública causada pelo coronavírus. Além disso, deve suspender temporariamente a cobrança de faturas e débitos de usuários beneficiados com as tarifas sociais de água. No documento, o MP recomendou também que a Embasa elabore no prazo de cinco dias corridos plano de emergência e de contingência visando a proteção da vida, saúde e segurança dos usuários do serviço de saneamento básico, para o enfrentamento da pandemia.

“Garantir o acesso à água potável é indispensável para as famílias ficarem em casa e adotarem as boas práticas de prevenção da doença”, afirmou a promotora de Justiça Cecília Carvalho. Ela também elaborou outra recomendação similar à Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba) para que a empresa não suspenda os serviços de energia elétrica e acesso à internet da população de Candeias pelos mesmos motivos abordados. A promotora de Justiça ressaltou que a “restrição crescente do direito de ir e vir das pessoas na Bahia e no mundo já repercurte economicamente na vida das empresas e dos trabalhadores, afetando a capacidade de as famílias pagarem suas obrigações, em especial as tarifas de água, energia elétrica e mensalidades de internet”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *