Caetano entra com ação judicial contra bispo que sugeriu matá-lo com veneno de rato

O cantor e compositor Caetano Veloso irá entrar com uma ação judicial contra o bispo auxiliar, Dom José Francisco Falcão, do Ordinariado Militar do Brasil, após o religioso ter dito que gostaria de ter dado veneno de rato para o artista.

As informações são do jornalista Guilherme Amado, da revista Época.

Na ocasião, o religioso afirmou em uma missa realizada para comemorar o regime militar de 1964, que “gostaria de dar veneno de rato” para “o imbecil” que “nos anos 70 cantou que é proibido proibir”.

O artista, autor da canção de mesmo nome lançada em 1968, pede para que Dom José Francisco Falcão diga judicialmente quem é a pessoa citada por ele na declaração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *