Cachoeira: Prefeitura interrompe construção de abrigo para animais

A prefeitura de Cachoeira interrompeu nos últimos dias as obras do abrigo de animais que foi iniciada em novembro desse ano. A construção do tão sonhado abrigo, que é uma luta histórica dos moradores da cidade e dos protetores dos animais estava sendo realizada numa antiga creche no bairro do Tororó.

Segundo uma das protetoras dos animais na cidade, Edvalda Rodrigues, conhecida como Dinha, presidente da ONG Arca de Noé, esse sonho caiu por terra na última semana. A justificativa apresentada na nota foi de que a comunidade do Tororó – que tinha ciência e concordância com o projeto – não permitiria a continuidade das obras.

A decisão, prontamente acatada pela Prefeitura, foi anunciada nas redes oficiais, após quase um mês da realização da licitação. Ainda não se sabe se a mesma será cancelada. No local, além de abrigo, funcionaria uma central de atendimento veterinário público, com aplicação de vacinas, castração e adoção responsável tanto de cães quanto de gatos.

Para Dinha, principal nome em defesa dos animais, o cancelamento das obras é inadmissível: “Não basta pedir compreensão a todos, cabe à gestão apresentar uma solução – se não é mais no Tororó que seja em outro lugar, não pode simplesmente suspender e esperar que fiquemos de braços cruzados. Essa é uma luta muito antiga, Cachoeira possui centenas de animais de rua e não possui uma política sequer de acolhimento a esses seres vivos.”

Assista o vídeo: 

 

Leia na íntegra a nota divulgada pela Prefeitura Municipal de Cachoeira:

OBRA DO ABRIGO DE ANIMAIS É INTERROMPIDA

A Prefeitura de Cachoeira informa que a obra do espaço de acolhimento de animais abandonados nas ruas foi interrompida a pedido dos moradores do Tororó, que não permitiram o andamento dos serviços. O espaço tinha sido definido juntamente com a ONG Arca de Noé e em consenso com os moradores locais, no entanto, infelizmente, a obra não prosseguirá pelo motivo de a comunidade não mais concordar. Além do centro de acolhimento, a Prefeitura também disponibilizaria alimentação, vacinas e profissionais capacitados a cuidarem dos animais. Desde já, pedimos a compreensão de todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *