Cachoeira: Justiça nega pedido e mantém concurso suspenso

Nesta quarta-feira (04) o presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, Lourival Trindade, negou um recurso da prefeitura de Cachoeira que solicitava a convocação e nomeação de aprovados em um concurso público. Na decisão Trindade rejeitou o recurso e manteve a ordem do juiz local que havia suspendido os efeitos do edital de convocação relativo ao concurso público nº 01/2019 e publicado no Diário Oficial da prefeitura em de 20 de novembro de 2020.

A mesma medida estabelecia a multa de R$ 50 mil em cada nomeação. A prefeitura argumentou que a medida se tratava de ingerência do Poder Judiciário nos assuntos da prefeitura. Ainda segundo a gestão, a não convocação causaria prejuízos na administração municipal, como no atendimento à saúde.

O presidente do TJ-BA desconsiderou os fundamentos, confirmando a acusação do Ministério Público e a decisão do juiz que afirmaram que as nomeações causariam aumento da despesa com pessoal, além de que teriam sido realizadas no final do mandato do último gestor.

BahiaNoticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *