Cachoeira: Após polêmica Bahiatursa cancela contratação de Igor Kannário 

Alvo de várias polêmicas por mau comportamento, sendo preso por porte de drogas, processado pela Procuradoria Geral do Estado o cantor Igor Kannário após aprontar no carnaval acabou perdendo o contrato que garantia receber R$50 mil da prefeitura da Cachoeira.
No último dia 03 de fevereiro o prefeito de Cachoeira, Tato Pereira (PSD), aparentemente bêbado, gravou um vídeo anunciando a contratação do cantor para o 13 de Março. Confira o vídeo:

Após o ocorrido do carnaval que deixou o cantor Igor Kannário em uma difícil situação perante todo o país o prefeito Tato resolveu cancelar a apresentação do artista. Usando as redes sociais o prefeito afirmou que só cancelou o show por conta do mal estar entre Kannário, a PM e o governo do estado. Tudo isso, porque o dinheiro seria pago pela Bahiatursa, empresa mista do governo do estado que bloqueou a contratação do artista em todo o estado. Veja a nota da prefeitura.

Diante dos recentes acontecimentos envolvendo o cantor Igor Kannário e a Polícia Militar da Bahia, a Prefeitura de Cachoeira atualiza a programação do 13 de Março 2020. Esclarecemos que a alteração foi feita a partir da incerteza se haveria a presença da PM na apresentação do cantor Igor Kannário, como também se o artista seria pago pela Bahiatursa, órgão do Governo da Bahia que recebeu emenda parlamentar do deputado Alan Castro para o pagamento do show. Portanto, para garantir a segurança da população de Cachoeira e visitantes, o prefeito Tato substituiu o cantor Igor Kannário pela banda La Fúria e incluiu o cantor Tierry.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *