Cachoeira: Após denúncia do TCM secretário Jocelmo pede para deixar o cargo

Conforme publicamos com exclusividade o secretário de relações institucionais do prefeito Tato Pereira (PSD), Jocelmo Dayube, após sofrer processo administrativo indicado pelo Tribunal de Contas dos Municípios-TCM pediu para deixar o cargo.  A prefeitura de Cachoeira instaurou no dia 25 de outubro um processo administrativo para apurar o possível descumprimento de jornada de trabalho de Jocelmo Dayube, vereador licenciado do PSL, onde pede que Jocelmo devolva R$72.000,00 (setenta e dois mil reais) com fundamento no artigo 76 inciso III. De acordo com o pedido do TCM Jocelmo recebia salário com carteira assinada na Santa Casa da cidade e ao mesmo tempo recebia salário da prefeitura como secretário que por lei exige dedicação exclusiva. De acordo com o laudo do TCM o vereador licenciado ainda vai responder pelos outros dois anos que ocupou o cargo. O pedido de Jocelmo para deixar o cargo foi publicado no diário oficial do município dessa quinta-feira (31). Confira

(AQUI)

Foto: Reprodução/faceboock

Um comentário em “Cachoeira: Após denúncia do TCM secretário Jocelmo pede para deixar o cargo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *