Bembé do Mercado é cancelada por causa do coronavírus

A festa centenária do Bembé do Mercado, celebrada na cidade de Santo Amaro, que esse ano completa 130 anos de comemoração não vai acontecer em 2020 por causa da pandemia do coronavírus.

Na manhã desta sexta-feira (8) a prefeitura divulgou uma reunião com o líder religioso e presidente da Associação do Bembé do Mercado, José Raimundo, conhecido como Pai Pote, definir o cancelamento da festa, como uma medida de prevenção para evitar o risco de disseminação da Covid-19.

Em nota publicada nas redes sociais, a prefeitura de Santo Amaro afirma que “a festividade religiosa e cultural envolve uma grande parte dos terreiros do município, o que gera uma movimentação considerável de pessoas, bem como atrai turistas de todos os lugares do Brasil”.

Em vez da comemoração, será montado um barracão no Largo do Mercado, para registrar, de forma simbólica, a presença da ancestralidade no espaço.

A festa Bembé do Mercado comemora o fim da escravidão e reforça a resistência dos povos negros há mais de 130 anos na cidade de Santo Amaro, no recôncavo da Bahia.

A celebração teve início em 1889, um ano após a abolição da escravatura, e é realizada todo dia 13 de maio. Com base na religiosidade popular de matriz africana, a festa é reforçada pelos praticantes como um culto às divindades das Águas representadas por Iemanjá e Oxum, sendo também momento de agradecer a proteção individual e coletiva.

Além de Patrimônio Cultural do Brasil, a celebração também é Patrimônio Imaterial da Bahia desde 2012, após decisão do governo do estado.

Fonte colaboração G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *