Balanço da Secretaria de Segurança apontou cerca de 215 flagrantes por crimes eleitorais durante eleições na Bahia

Um balanço divulgado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) apontou que foram registrados na Bahia, durante o domingo (15) de eleições, 215 flagrantes de crimes eleitorais. Entre os delitos, estão compra de votos, boca de urna, transporte de eleitores, abuso de autoridade e desobediência. Ainda segundo a SSP-BA, os casos foram registrados em cidades do interior e da região metropolitana de Salvador.

A capital baiana não teve nenhum registro de crime eleitoral. A polícia contabilizou 210 casos nos municípios do interior e cinco crimes eleitorais na RMS. Os autores foram apresentados à Justiça Eleitoral. Um dos casos ocorreu em Ibicaraí, no sul do estado. Lula Brandão (PSD), o atual prefeito, mas que não conseguiu se reeleger, foi detido por suspeita de compra de votos. A informação foi confirmada pelo juiz eleitoral da cidade, Alex Miranda.

Também no sul do estado, duas ocorrências de crimes eleitorais foram registradas em Porto Seguro. Em um deles, um candidato a vereador foi pego com R$ 3 mil em espécie e cestas básicas em Arraial D’Ajuda. No outro, ocorrido no bairro do Baianão, um homem fazia transporte ilegal de eleitores e praticava também o crime de boca de urna. Em Correntina, oeste da Bahia, dois homens, um deles candidato a vereador, foram conduzidos para a delegacia por suspeita de compra de votos. G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *