Acusado pela morte de empresário em SAJ, Iuri Shek fica em liberdade após decisão da Justiça

Em casa desde setembro de 2020, o ex-influenciador Iuri Sheik teve sua liberdade mantida através de uma liminar concedida pelo desembargador Eserval Rocha, por meio da Primeira Câmara Criminal da 1ª Turma do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), na quarta-feira (3). A decisão foi recebida com revolta e indignação por parte da família da vítima, William Oliveira. O empresário foi morto em junho de 2019, na cidade de Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano. O advogado Gabriel Bonfim conversou com a TV Aratu. Segundo ele, “a família se encontra bastante abalada”.

“Ontem, quando a notícia do julgamento do recurso chegou, a família ficou desesperada. Nem entenderam. Achavam que ele já estava sendo inocentado. A família vive um sentimento de revolta porque ‘morre, quem perde a via’. Mas o importante que se diga é que o próprio sistema judiciário é que permite que ele possa responder em liberdade. Mas o julgamento popular ainda vai ocorrer”.

Indiciado por homicídio qualificado, Iuri dos Santos Abrão foi liberado do Complexo Penitenciário da Mata Escura, através de uma habeas corpus concedido pelo TJ-BA, após 1 ano e sete meses detido. Com a decisão, o Iuri Sheik continuará respondendo fora da cadeia. Dias depois de deixar a cadeia, o acusado se defendeu. “Diante de Deus eu não o conhecia [William], mas acredito que ele me conhecia porque eu era uma pessoa popular e na época tinha mais de 200 mil seguidores [no Instagram]”. “Nunca houve problema com ninguém, sou uma pessoa de Deus e quando é de Deus, evitamos problema”, disse, na oportunidade.

CASO

William Oliveira foi baleado no dia 23 de junho de 2019, durante uma festa de “paredão”. Apontado como o autor dos disparos, Iuri se apresentou à polícia três dias depois. O “Sheik” se entregou na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Salvador, horas depois de confirmada a morte de “Will”. Ele foi ouvido inicialmente pela diretora-adjunta da unidade, Clelba Teles.

Um vídeo gravado momentos antes do crime mostra uma confusão envolvendo o influenciador digital. Segundo informações extraoficiais, Iuri teria entrado no backstage de um evento que acontecia na cidade. Porém, em contato com a coordenação da festa, foi constatado que ele era “penetra”. Durante a tentativa de retirada por parte dos seguranças, “Sheik” teria reagido de forma agressiva. Os disparos teriam sido efetuados minutos depois. Após prestar depoimento, Iuri Sheik foi encaminhado para o Complexo Penitenciário da Mata Escura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *