Moradores denunciam roubo do acervo do século XIX da Estação Ferroviária de Cachoeira

Moradores da cidade de Cachoeira perceberam há uma semana que a Estação Ferroviária, construída no fim do século XIX, e que passa por recente reforma teve 2 portões que fazem parte da estrutura desaparecidos. Todo o acervo da estação assim como os portões vieram da Inglaterra em meados 1880. A estação hoje é administrada pela empresa VLI Ferrovias, que detêm o contrato de concessão da FCA. De acordo com a denúncia os dois portões, grandes do século XIX, seriam facilmente encontrados pela polícia, por se tratar de um material muito grande, inclusive percebido por alguns moradores na hora do transporte. Procurada pela nossa equipe a VLI afirmou que o contrato assinado pela concessionária garante autonomia para efetuar a substituição e/ou o descarte de dormentes inservíveis naquelas instalações, no entanto, se comprometeu apurar internamente o suposto extravio do item.” Procuramos o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional-IPHAN e até o fechamento dessa matéria não recebemos retorno.

Confira a nota da empresa responsável pela estação:

“A VLI, empresa controladora da FCA, esclarece que segue realizando obras de restauração da histórica estação ferroviária de Cachoeira, na Bahia, e que o contrato de concessão confere à concessionária autonomia para efetuar a substituição e/ou o descarte de dormentes inservíveis naquelas instalações. A empresa informa ainda que não houve elaboração de inventário à época da assinatura do acordo de concessão. Portanto, não há registro do referido bem no banco de dados da empresa. Contudo, a VLI se compromete à apurar internamente o suposto extravio do item.”

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *