Inema investiga espuma no rio Paraguaçu que assustou moradores

Depois das denúncias realizadas por moradores da cidade de São Félix onde registraram no último domingo (27) grande quantidade de espuma sobe o Rio Paraguaçu, mais precisamente nas proximidades do bairro 135, o governo estadual decidiu investigar a causa.
Moradores acusaram a empresa Mastrotto Brasi que atua na área de curtimento (couro) e utiliza a água do rio Paraguaçu para realizar o processo de beneficiamento de couro. A empresa por meio de entrevista afirmou utilizar a água do rio, no entanto, destacou nenhuma anormalidade na operação da fábrica.
Procurado pela nossa redação o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), formalizou denúncia sobre o ocorrido e segue com equipe técnica “in loco” apurando o caso.
Procurada novamente a empresa afirmou que vai emitir uma nota técnica nos próximos dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *