Reforma dos militares tem gritos de ‘Bolsonaro traidor’

A comissão que analisa a reforma da Previdência dos militares teve protesto com direito a gritos de “Bolsonaro traidor” nesta terça-feira (29). A votação dos três destaques que ainda faltavam no texto foi concluída hoje, mesmo com uma suspensão momentânea da sessão durante o protesto de representantes da categoria dos praças e de mulheres.

Com caráter conclusivo, o projeto não precisa passar pelo plenário da Câmara e já pode seguir direto para o Senado. A oposição anunciou, contudo, que vai entrar com um recurso para obrigar a votação do projeto por toda a Casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *