Projeto da Ufba transforma óleo recolhido de praias em carvão

Um projeto do Instituto de Química da Universidade Federal da Bahia (Ufba) está transformado o óleo encontrado em praias do Nordeste do país em um tipo de carvão granulado e estão testando se esse carvão tem poder de queima, se pode mover motores em fábricas e até mesmo se pode ser usado como mistura para asfalto e blocos de construção.

Manchas de óleo no Nordeste: o que se sabe sobre o problema
A pesquisa ainda está em fase inicial. Os pesquisadores processaram, na fase experimental 40 quilos do óleo bruto e transformaram no carvão granulado. O processo dura aproximadamente 1h para ser finalizado.

“Primeiro a gente adiciona um bioativador e um biofizalizador. Essa é a última etapa do processo em que a gente consegue transformar e degradar o petróleo. O produto é basicamente o carvão e depois a gente vai fazer outras análises para certificar se há outras espécies químicas formadas. Em 60 minutos a gente consegue transformar o petróleo no produto que não agride o meio ambiente”, explicou a professa doutora Zenis Novais da Rocha, responsável pelo projeto.

G1Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *