Greve da PM é briga que só interessa a meia dúzia de marginais, diz Targino

O líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia, Targino Machado (DEM), afirmou que a tentativa de greve de militares ligados ao deputado estadual Soldado Prisco (PSC) é uma “briga que não interessa a ninguém.”

“Existem brigas que interessam a todos. E olhe que sou daqueles que acham que não tem briga boa. A única briga boa é aquela em que todos ganham. Outras brigas interessam a muitos. Algumas brigas interessam a poucos. Mas existem brigas que, ao final, vê-se que não interessou a ninguém. É o caso da greve da PM”, disse Targino em discurso na Casa na terça-feira (15).

Na ocasião, o democrata usou o microfone do plenário para divulgar um áudio em que Prisco negava boatos de que teria intenção de invadir o prédio do Legislativo e a Governadoria. Na mensagem, o presidente da Aspra (Associação dos Policiais e Bombeiros Militares e seus Familiares) afirmara que seu grupo faria apenas uma carreata no CAB (Centro Administrativo da Bahia).

Sem citar nomes, Targino criticou os recentes ataques criminosos e atos de vandalismo registrados nos últimos dias e que são atribuídos a pessoas ligadas a Prisco.

“Abre-se uma exceção para meia dúzia de marginais, que se aproveitam do momento para praticar delitos. É fato que ocorreram exageros por parte exatamente daqueles que não deveriam errar, mas erraram”, declarou o líder da oposição, bloco do qual Prisco é integrante.

Bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *