PM nega greve e afirma que policiamento está mantido em toda a Bahia

A notícia de que os policiais militares decretaram greve pegou os baianos de surpresa, mas está sendo questionada pelo comando da Corporação. Segundo o comandante-geral da PM, Anselmo Brandão, a mobilização se resume a um grupo de cerca de 300 policiais, a maioria da reserva.

“Quem fez essa declaração de greve foi o deputado Prisco. Ele e 300 policiais, a maioria aposentados, estão causando esse terrorismo na cidade, mas eu garanto que a nossa tropa continuará trabalhando e que estamos atentos a todo e qualquer episódio”, disse o coronel Anselmo.
Em nota, a Polícia Militar ratificou que a greve é um movimento político e que tem a intenção de criar clima de insegurança. A Corporação garantiu que o policiamento será mantido dentro da normalidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *