Ministro Toffoli suspende investigações sobre Flávio Bolsonaro

A pedido do senador Flávio Bolsonaro (PSL), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, determinou nesta terça-feira (16) a suspensão de todos os processos nos quais dados bancários de investigados tenham sido compartilhados por órgãos de controle sem autorização judicial prévia.

Na decisão, o presidente do STF também ordenou a paralisação de inquéritos e procedimentos de investigação criminais (PICs) em tramitação tanto no Ministério Público Federal (MPF) quanto nos Ministérios Públicos estaduais e no Distrito Federal, segundo O Globo.

Para Toffoli, é “temerária” a atuação do MP em casos que envolvem o compartilhamento de informações fiscais sem a supervisão do Judiciário.

O filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro é investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) por suposto desvio de dinheiro em seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

A suspeita é de que parte dos salários de servidores lotados no gabinete do então deputado era recolhida pelo parlamentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *