Cachoeira: após contradição, Iphan confirma nova visita ao Colombo e cobra ações da prefeitura

Após afirmar que não haveria risco de desabamento o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), emitiu mais uma nota ao nosso portal confirmando nova visita de inspeção e a elaboração de um novo laudo técnico do prédio tombado “Hotel Colombo”. Conforme anunciamos, após o primeiro desabamento na parte interna do prédio (AQUI) no dia 16 de janeiro, o órgão teria feito uma visita e nada na estrutura teria sido afetada com o ocorrido. Visivelmente a estrutura do velho Colombo ficou bastante abalada e parte da laje principal do prédio está comprometida sobe risco de um novo desabamento.

(A equipe do Iphan realizou vistoria hoje no local e não constatou nenhum dano grave ao bem. O edifício está degradado, mas não houve novo dano que prejudique os valores que estão sendo preservados pelo Iphan. De todo modo, vale destacar que a responsabilidade pela gestão, manutenção e conservação do bem é de seu proprietário”, destacou em nota o Iphan)

Na manhã dessa segunda-feira o Iphan emitiu uma nota informando que fará uma nova visita ao local e já solicitou ações da prefeitura que apenas enviou uma nota de “Solidariedade”.

Confira a nota do Iphan:
“O Iphan está acompanhando a questão do desabamento do antigo Hotel Colombo, parte integrante do conjunto tombado de Cachoeira (BA). O edifício estava em estado precário de conservação e sem telhado há algum tempo. Segundo vistoria realizada na semana passada pelo Iphan no local, não haviam novos riscos ou danos. Entretanto, pelo que foi avaliado até o momento, acredita-se que a estrutura ruiu a partir da parte interna. Já em contato com a Prefeitura, o Iphan solicitou o isolamento da área e ainda hoje realizará, com o Corpo de Bombeiros, uma vistoria no local. A partir daí, o Iphan notificará o proprietário do bem, a fim de que sejam tomadas as devidas providências. Vale destacar que o tombamento é o reconhecimento da relevância de um bem enquanto Patrimônio Cultural Brasileiro, mas não tira de seu proprietário, seja ele público ou privado, a responsabilidade pela manutenção, gestão e conservação do mesmo.”

Confira a nota de Solidariedade da Prefeitura de Cachoeira:

NOTA DE SOLIDARIEDADE
A Prefeitura de Cachoeira se solidariza com o desabamento ocorrido, no último sábado (19), em parte da estrutura do Hotel Colombo.
Esclarecemos que, embora não seja um imóvel sob a responsabilidade do Município, estamos mobilizados em colaborar com a reestruturação do prédio.
Cachoeira possui um dos mais belos e importantes conjuntos arquitetônico e paisagístico do Brasil. É um dever de todos, principalmente dos proprietários, tratando-se de bens particulares, como o Hotel Colombo, cuidar de forma responsável para que não haja nenhum dano material que comprometa sua grandeza história.
O Município está empenhado em restaurar, proteger e preservar os monumentos, prédios e praças históricas de Cachoeira. Ações diretas e reestruturantes já foram e serão realizadas, como a revitalização da Rua 25 de Junho, da Praça Teixeira de Freitas, da Praça Dr. Milton, a reforma do Prédio do Centro de Especialidades Odontológicas, do Chafariz Imperial, dentre outras. Além dessas, fruto de muitos esforços, foi conquistada junto à empresa VLI a reforma da Ponte Dom Pedro II e da Estação Ferroviária.
ASCOM – Prefeitura de Cachoeira

 

Foto: Seu Zé

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *