Magabeira: Mulher morre após ser atropelada e espancada por companheiro

Marina Cerqueira Conceição, 41 anos, morreu na noite de terça-feira, 8, após ficar internada em estado grave e inconsciente durante 13 dias no Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus. A vítima foi atropelada e brutalmente espancada no dia 25 de abril, no município de Governador Mangabeira. O principal suspeito do crime é o companheiro dela.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Luiz Castro Freaza, de Governador Mangabeira, Marina voltava do trabalho para casa de motocicleta, quando foi atropelada por um veículo conduzido pelo companheiro, que a aguardava na estrada. Após cair no chão, o suspeito a espancou, com murros, chutes e pontapés.

Ela foi socorrida por uma equipe da Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e depois encaminhada ao Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus, onde permaneceu inconsciente e sedada. Marina era funcionária pública e trabalhava no Centro Educacional Professor Agnaldo Viana Pereira, no povoado de Quixabeira.

A vítima estava em processo de separação com o principal suspeito do crime, Adailton Cardoso da Silva Rezende, 45 anos, também funcionário público, que não aceitava o fim da união. Ainda segundo o delegado, o suspeito se apresentou espontaneamente à delegacia, junto com o advogado e já foi interrogado, alegando desequilíbrios mentais.

“O inquérito já foi instaurado e, dependendo do andamento da investigação, pode-se pedir a prisão de Adailton ainda esta semana”, afirmou o delegado. O velório de Marina irá ocorrer na tarde desta quarta-feira (9) no município de Quixabeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *