Após exoneração, volta de Tia Eron à Semps depende de negociações

Exonerada temporariamente da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza de Salvador (Semps) para votar na reeleição do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a deputada federal Tia Eron (PRB) só vai retornar ao posto após o fim das negociações do Palácio Thomé de Souza com o herdeiro da vaga, Marcos Medrado (PR). Atual superintendente do Procon na Bahia e aliado do governo baiano, Medrado ganhou o primeiro lugar da fila com a desistência do vice-prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (PMDB), em deixar o cargo para assumir o lugar de Antonio Imbassahy (PSDB), nomeado ministro-chefe da Secretaria de Governo.
No entanto, como Tia Eron havia retomado o mandato no início de fevereiro, Medrado voltou ao compasso de espera. Agora, a articulação política da prefeitura impôs sua saída do PR como condição para liberar o espaço. O que passa, é claro, pela adesão de Medrado ao grupo liderado pelo DEM no estado. Candidato em 2014 pelo SD, partido adversário do PT, ele migrou para o PR e aderiu à tropa petista. (Satélite)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *