Saubara celebra Cheganças, Marujadas e Embaixadas

A cidade de Saubara foi sede do VII Encontro de Cheganças, Marujadas e Embaixadas, manifestações populares que foram reconhecidas como patrimônio cultural imaterial do estado. Na ocasião do encontro 17 grupos oriundos de municípios baianos marcaram presença no evento celebrando o reconhecimento da patrimonialização. O evento contou com o apoio do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), órgão vinculado à Secretaria de Cultura da Bahia (Secult).  Chegando à sétima edição a festa contou com a participação de 23 municípios onde movimentou a cidade do recôncavo baiano do dia 2 a 4 de agosto.

No primeiro dia da programação a cidade foi tomada pela chegada dos grupos, que após a recepção, participaram no início da noite de uma breve reunião entre as lideranças de diversos territórios baianos, além de grupos visitantes como a Chegança Girassol da cidade de Pão de Açúcar Alagoas e a Marujada Santa Cruz de Itabaiana no estado do Sergipe.

Durante a reunião, foi exibido um documentário que aborda o levantamento dos grupos existentes na Bahia através de um mapeamento realizado pela Associação Fragata Brasileira de Saubara, sob a coordenação de Rosildo do Rosário. O documentário também destacou histórias, características, diferenças e semelhanças entre os grupos em cada cidade. Rosildo também destacou que em 2018, visitou 16 cidades da Bahia, 8 territórios e constatou a existência de pelo menos 20 grupos de Cheganças, Marujadas e Embaixadas em atividade.

A expectativa do segundo dia do evento ocorreu no sábado (3), pela manhã com a mesa de debate: “O que é a patrimonialização e para que serve?’’ Compuseram a mesa a presidente do Conselho Estadual de Cultura, Pan Batista, a Conselheira Estadual de Cultura, Suely Melo o Secretário de Cultura e Turismo de Andaraí, Emílio Tapioca, Chefe de Gabinete do Ipac, Ackermann Yeddo e o Diretor de Preservação do Patrimônio Cultural, Roberto Pelegrino, além do vice-prefeito de Saubara, Genildo Macedo, entre outras autoridades e representantes dos municípios. Ainda pela manhã foi concedido pelos representantes do Ipaco certificado de reconhecimento pelo patrimônio. A programação do sábado prosseguiu no período da tarde com desfiles pelas principais ruas da cidade.

Já no domingo (4), a Fragata Brasileira e a Marujada Feminina de Saubara foram saudar o padroeiro da cidade, São Domingos de Gusmão em uma missa solene celebrada às 10h da manhã, pelo Bispo Dom Antônio Tourinho. A celebração contou com a presença de Cristiane Taquari, representando a Secretária de Cultura Arany Santana, a Prefeita de Saubara Márcia Araújo, vereadores, Nilo Trindade Conselheiro de Cultura e representante Encerrando a programação as Marujadas saíram da igreja em cortejo juntamente com a Filarmônica São Domingos.

Fotos: Thales Antônio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *