Moro relatou convite de Bolsonaro antes da eleição, disse jornalista

O jornalista norte-americano Glenn Greenwald afirmou que, em mensagens que ainda não divulgou, o então juiz federal Sergio Moro relatou convite de Jair Bolsonaro (PSL) para o Ministério da Justiça, do qual Moro hoje é titular, antes mesmo de vencer a eleição. Greenwald é cofundador do site The Intercept Brasil e um dos autores das reportagens que publicaram conversas de integrantes da Lava Jato no Paraná no Telegram — um aplicativo de mensagens.Ele diz que ainda há mais conteúdo a ser divulgado.

Temos conversas que ainda não reportamos sobre Moro estar pensando [antes da eleição] na possibilidade de aceitar uma oferta do Bolsonaro, caso ele ganhasse. Isso foi antes da eleição, acho que depois do primeiro turno”, afirmou Greenwald, sem revelar a identidade do interlocutor de Moro. A informação não chega a ser uma novidade. No ano passado, ao aceitar o convite de Bolsonaro, em novembro, Moro disse que havia sido sondado por Paulo Guedes, agora ministro da Economia, em 23 de outubro –cinco dias antes do segundo turno. Polêmica O convite a Moro provocou divergências entre integrantes da Lava Jato em Curitiba. De acordo com o jornalista, mensagens no grupo dos procura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *