Maragojipe: novela do estaleiro pode terminar com super contrato com a Marinha do Brasil

A paradeira na foz do rio Paraguaçu pode estar com os dias contados. O Consórcio Villegagnon – composto pela Naval Group, Mectron e o Estaleiro Enseada – está entre os quatro finalistas de uma licitação para a construção de quatro navios de guerra para a Marinha, cujo investimento deve chegar aos R$ 6 bilhões, nos próximos sete anos. Se vencer, as embarcações serão construídas na Enseada do Paraguaçu, distrito de Maragogipe, a 140 quilômetros (km) de Salvador. O resultado da licitação deve ser divulgado no próximo dia 22.

O projeto deve gerar 2 mil empregos diretos pelos próximos quatro anos, ativar a economia do Recôncavo baiano e devolver à vida o maior empreendimento do país na área naval. Em 2014, a Enseada chegou a empregar 7,4 mil trabalhadores, sendo 86% deles baianos, oriundos de Maragogipe, Salinas da Margarida, Nazaré das Farinhas, Cruz das Almas e Santo Antônio de Jesus.

Caso o consórcio vença a concorrência, a expectativa das empresas é que dentro de seis meses o contrato seja assinado e a mobilização para o início das obras. “O estaleiro é um verdadeiro polo de desenvolvimento regional”, destaca Maurício Almeida presidente da Enseada. Ele lembra que entre 2012 e 2015, quando o empreendimento estava sendo implantado, foram abertas 7.057 empresas na região. “Se cada uma delas criou apenas dois empregos, podemos imaginar a abertura de 15 mil vagas”, calcula.
Correio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *