Lídice e Alice rebatem Coronel sobre eleição ‘por mérito’; socialista sobe o tom

Em meio à polêmica sobre o projeto que propõe extinguir a cota feminina na política, as deputadas federais Lídice da Mata (PSB) e Alice Portugal (PCdoB) rebateram o último argumento apresentado pelo senador Ângelo Coronel (PSD), autor da proposta.

No Twitter, o senador escreveu: “As deputadas Alice Portugal e Olívia Santana, Lídice da Mata e Fabíola Mansur, se elegeram por mérito. Não sei o porquê das críticas ao meu projeto do fim das cotas”.

As deputadas alegaram que os nomes das lideranças políticas femininas são praticamente os mesmos há décadas, o que justificaria pelo menos a permanência da cota de 30% para candidaturas de mulheres.

“Há 30 anos são as mesmas, exatamente porque não chegamos a sequer 20% da bancada. Não há política de cota que seja real para inclusão das mulheres. Esse argumento não nos assusta. Não defendemos posições para nós próprias, e sim para o conjunto das mulheres”, afirmou Lídice.

“Ele citou quase todas, porque somos poucas. Quantas Alices, Lídices, Moemas, Ivanas, que é do partido dele, produzimos em quatro décadas de militância?”, questionou Alice.

Segundo a comunista, o discurso de Coronel é “revelador da visão dele sobre a dificuldade das mulheres na participação política”.

A ex-senadora disse ainda não ser “coincidência” a apresentação da proposta neste momento. Para a parlamentar socialista, o crescimento de 51% da bancada feminina na Câmara dos Deputados – que passou de 51 para 77 integrantes – tem incomodado os políticos.

“Foi por causa do Fundo Partidário”, apontou Lídice, em referência a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), do ano passado.

A Corte garantiu a aplicação de no mínimo 30% dos recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha e do tempo de propaganda gratuita no rádio e na TV para as candidaturas de mulheres.

“Desde 1996 temos políticas de cotas e só agora, quando mexeu no bolso, quando tem Fundo Partidário envolvido, virou essa grita”, criticou a ex-senadora. “Isso incomoda muita gente, e vai ver ele é um dos incomodados”, finalizou Lídice.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *