Rui Costa assina contrato para início das obras de implantação do VLT do Subúrbio

Em seis meses terão início as obras de implantação do Sistema de Veículo Leve de Transporte (VLT) que ligará o Comércio, em Salvador, até a Ilha de São João, no município de Simões Filho. O contrato no valor de R$ 1,5 bilhão foi assinado pelo governador Rui Costa, nesta quarta-feira (13), durante evento no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

“A população do subúrbio, com o VLT, passa a ter um transporte rápido, confortável, que abre espaço também para o desenvolvimento da cidade pra aquela região. Novos negócios surgem, a gente atrai a iniciativa privada para construir equipamentos comerciais, residenciais, de lazer, e que geram empregos. A partir de um novo sistema de transporte, a gente leva também oportunidades de crescimento”, afirmou o governador Rui Costa.

O VLT irá substituir o atual sistema de trens que faz a linha da Estação da Calçada ao bairro de Paripe, no Subúrbio Ferroviário, beneficiando os mais de 600 mil moradores da região.

Com cerca de 20 quilômetros de extensão, 22 estações e capacidade para transportar cerca de 150 mil usuários por dia, o VLT será do tipo monotrilho, movido à propulsão elétrica, sem emissão de agentes poluentes que prejudicam o meio ambiente. As atuais dez estações dos trens do Subúrbio serão desativadas e reaproveitadas para prestação de outros serviços à comunidade, como postos da Polícia Militar e centros de atendimento.

A integração física do VLT com o sistema de metrô de Salvador se adequará à lógica de mobilidade do Governo do Estado, que viabiliza o funcionamento dos modais em um sistema de rede, através de serviços complementares. O projeto prevê uma ligação com quatro estações entre a região de São Joaquim, passando pela Via Expressa e fazendo a integração com o sistema metroviário no Acesso Norte.

Consórcio

O contrato foi assinado pelo Governo do Estado e pelo consórcio vencedor do leilão realizado em maio de 2018, a Skyrail Bahia, composto pelas empresas Build Your Dreams (BYD Brasil) e Metrogreen, responsável pela implantação e operação do sistema. A obra será realizada por meio da modalidade de Parceria Público-Privada (PPP).

“A tecnologia aqui é uma das melhores disponíveis para a área ferroviária atualmente. Após essa assinatura, os próximos passos são a realização dos serviços preliminares previstos no projeto, com o traçado da poligonal onde será implantado o VLT e a instalação do canteiro de obras. A previsão é que as intervenções sejam concluídas em 24 meses após serem iniciadas”, afirmou o diretor técnico do consórcio, Alexandre Barbosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *