Vitória cai para o Cruzeiro e fica em situação desesperadora no Brasileirão

O Vitória está cada vez mais afundado na zona de rebaixamento e muito próximo do descenso à Série B, após a derrota para o Cruzeiro por 3 a 0, na noite desta quarta-feira, 21, no estádio do Mineirão, em partida válida pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. O zagueiro Aderllan teve uma atuação muito infeliz e marcou um gol contra para a equipe mineira, além de tocar a bola com a mão, no pênalti convertido pelo atacante Fred. O artilheiro cruzeirense ainda anotou o terceiro tento para os donos da casa.

Com o resultado negativo, o Leão permanece com 36 pontos, na 19ª colocação do Brasileirão e pode se complicar ainda mais na tabela, já que Ceará, Vasco, Chapecoense e Sport, concorrentes diretos contra a degola, ainda jogam nesta noite. Só resta aos rubro-negros secarem bastante os adversários nesta quinta, 22.

Na próxima rodada, o Vitória recebe o Grêmio, no próximo domingo, 18, às 16h, no Barradão, e precisa de um triunfo para seguir sonhando com a permanência na Série A. Já o Cruzeiro duela com o Flamengo, no mesmo dia e horário, em Belo Horizonte.

Aderllan pede perdão

O zagueiro Aderllan teve uma noite para nunca mais ser lembrada no Mineirão. Além de marcar um gol contra para o Cruzeiro, na primeira etapa da partida, o defensor cometeu o pênalti do segundo tento cruzeirense, quando a bola bateu em sua mão e Fred converteu. No entanto, ao término da partida, o jogador do Vitória demonstrou personalidade e, bastante emocionado, pediu perdão à torcida rubro-negra.

“A pessoa luta, tenta, pra fazer as coisas certas, mas acabei penalizado pelo gol contra e pelo pênalti. Saio daqui com uma tristeza muito grande. Gostaria de pedí perdão à torcida do Vitória. Poderia ir embora sem falar, mas o que posso fazer é pedi perdão, foi uma noite pra esquecer”, disse o jogador, que completou: “Nunca passei por isso, quero pedí perdão à minha família também, mas é isso. É tentar ganhar os dois jogos para sair desta situaçao”.

O jogo

O time do técnico João Burse iniciou o duelo até bem postado em campo e dando sinal de que traria um bom resultado para Salvador. Logo aos 5 minutos, o volante Yago finalizou de fora da área e exigiu uma intervenção do goleiro Rafael.

Só que a partir da metade da etapa inicial quem começou a aparecer foi o goleiro do Leão, João Gabriel. Primeiro, o arqueiro apareceu em um chute de Ezequiel. Em seguida, fez uma defesaça após um chutaço do volante Lucas Silva. Aos 30, nova defesa com o pé, após chute do lateral Patrick.

O Leão reagiu com o atacante Léo Ceará em duas oportunidades aos 30 e 41 minutos, respectivamente. O centroavante rubro-negro, em duas cabeçadas, quase abriu o placar para os visitantes.

Porém, de tanto insistir, quem inaugurou o marcador foi o Cruzeiro. Após cruzamento do lateral Ezequiel, o zagueiro Aderllan tentou cortar, aos 43 minutos, e mandou para o fundo da própria meta rubro-negra, colocando 1 a 0 para a Raposa.

Já o segundo tempo foi uma lástima para o Vitória. No início, após boa trama do ataque cruzeirense, Aderllan tocou a mão na bola dentro da grande área e o juiz marcou pênalti. O centroavante Fred, com 9 minutos, cobrou com perfeição e fez 2 a 0 no placar.

O Leão sentiu o golpe e passou a ser ainda mais pressionado no jogo. Aos 14 minutos, Fred cabeceou, após cobrança de escanteio, e exigiu boa defesa do goleiro João Gabriel. Em seguida, aos 16, o lateral Ezequiel acertou a trave dos visitantes.

E a partida virou goleada aos 26 minutos do segundo tempo. Após belo cruzamento do jovem Patrick, o artilheiro Fred sozinho só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo da meta do Vitória.

No final, sem forças de reação, o Rubro-Negro baiano não conseguiu diminuir o placar e o confronto em Belo Horizonte terminou em 3 a 0 para a Raposa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *