Com golaço no fim, Bahia bate Ceará de virada e mantém sonho da Libertadores

O Bahia praticamente assegurou sua permanência na Série A do Campeonato Brasileiro do ano que vem ao virar para cima do Ceará por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, 14, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 34ª rodada. O resultado foi alcançado graças ao gol marcado por Edigar Junio, de letra, aos 47 minutos da etapa final.

>>Veja a tabela de classificação

>>Confira os próximos jogos do Bahia​

Com o resultado, o Bahia foi para 44 pontos, já distante das últimas colocações. O Ceará, por sua vez, voltou a ficar em situação delicada na tabela de classificação, com 38. O time cearense deve lutar contra o rebaixamento até as rodadas finais.

Na próxima rodada, o Bahia enfrenta o Atlético-MG no sábado, às 20h (horário da Bahia), na Arena Independência, em Belo Horizonte. Já o Ceará só volta a campo na segunda para encarar o Fluminense, às 19h (da Bahia), no Maracanã.

O jogo

O Ceará não se intimidou na Arena Fonte Nova e foi logo de cara envolvendo a equipe do Bahia. A pressão inicial acabou dando resultado aos sete minutos. Ricardinho acionou Samuel Xavier, que cruzou. A bola desviou em Léo e acabou parando nos pés de Calyson, que empurrou para o fundo das redes.

Após o gol, o Bahia acordou para o jogo e saiu em busca do empate. Em boa tabela entre Edigar Júnio e Léo, Ramires chutou para grande defesa de Éverson. O goleiro ainda voltou a brilhar ao pegar um tiro à queima-roupa de Douglas Grolli, que completou a cobrança de falta de Ramires.

Éverson vinha sendo o grande herói da partida, até que Zé Rafael apareceu para estragar a festa do Ceará. Aos 43 minutos, Elton cruzou na cabeça do meia, que deixou tudo igual, impedindo qualquer tipo de reação da equipe cearense ainda na primeira etapa.

O jogo caiu de produção no segundo tempo. O Bahia teve a posse de bola, mas não conseguiu transformar a superioridade em gol. Já o Ceará apostou no contra-ataque, só que desta vez não teve sucesso e pouco fez para assustar o rival.

Em uma das poucas chances, Paulinho avançou com liberdade e chutou para a defesa de Éverson. O empate já era dado como certo por ambas as equipes, até que, aos 47 minutos, Vinícius deu belo passe para Bruno. O lateral jogou para Edigar Junio, que mandou de letra para o gol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *