Segundo turno: onze estados elegem aliados de Bolsonaro

O posicionamento político em relação ao presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), foi decisivo para as definições nos 14 estados onde foram realizadas eleições em segundo turno. Onze dos eleitos ontem, quase 80% do total, declararam apoio ao capital da reserva do Exército. Outros dois adotaram posturas de neutralidade em relação à disputa presidencial e apenas dois dos eleitos se posicionaram contra o então candidato do PSL.

E falando no partido de Bolsonaro, o PSL elegeu três governadores nesse segundo turno. Foi o mesmo número registrado pelo PSDB. O MDB conquistou dois estados. Fizeram um governador, cada, o PDT, PSC, PT, PSC e PSD, além do Novo, que venceu a primeira disputa eleitoral em um estado.

Ao todo, contando-se os eleitos em primeiro e segundo turno, o presidente contará com o apoio dos governadores de 14 das 24 unidades da Federação.

Os candidatos alinhados a Jair Bolsonaro saíram vitoriosos nos estados do Amapá, Amazonas, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo, além do Distrito Federal. No Pará, os dois candidatos ficaram neutros.

Em Sergipe e no Rio Grande do Norte, os governadores eleitos apoiaram o petista Fernando Haddad (PT), adversário de Bolsonaro. Os dois estados são da região Nordeste, a única do país onde o candidato do PT vinha liderando as pesquisas de intenção de votos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *