S. A. de Jesus: Aos 21 anos, Rogerinho é o deputado estadual mais novo da Bahia

Na casa dos avós, em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo baiano, Rogério Andrade Filho, o Rogerinho, assistiu os últimos momentos da apuração dos votos com a família, correligionários e apoiadores. O jovem de 21 anos esperava o primeiro resultado de sua vida política. Passava da meia-noite quando todos os votos foram computados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Chegou a surpresa. Rogerinho (PSD) fora eleito não só o deputado estadual mais jovem da Bahia, como o sexto mais bem votado do estado, com 85,9 mil votos.

A vitória foi surpreendente para o agora deputado estadual. O filho do prefeito da cidade, Rogério Andrade, bem poderia esperar a eleição: a campanha pelos interiores mostrava um bom prognóstico. Mas os números saltaram. O mais jovem deputado da Bahia recebeu pelo menos seis vezes mais votos que o seu concorrente direto na disputa pela região, em Santo Antônio de Jesus. O segundo preferido da cidade, Alan Sanches (DEM), recebeu 49,5 mil votos – também eleito.

A eleição de Rogerinho acenou para as apostas de seus assessores para a campanha: sua juventude e pouca experiência na política.

“A renovação é muito importante para que a gente possa mudar esse quadro”, respondeu, em e-mail enviado à reportagem.

O jovem, no entanto, já estava envolvido na política desde muito cedo. Muito antes de nascer, a política já era parte da família Andrade. O pai, Rogério Andrade, é prefeito de Santo Antônio de Jesus e foi quatro vezes deputado; o avô, Aloísio Andrade, ex-prefeito de Elísio Medrado posteriormente eleito deputado. Sempre foi espectador, acompanhou comícios e campanhas.

“Desde muito cedo, acompanhei a trajetória do meu avô e do meu pai. Isso sempre me despertou um desejo muito grande. Acredito que não foi uma escolha minha. É como se a política tivesse me escolhido”.

Um dia depois a vitória, o estudante do semestre do curso de Direito da Unifacs, em Salvador, já começa a preparar os próximos quatro anos de mandato. Reuniu-se com lideranças e com o pai, Rogério, para os primeiros planejamentos. Sobre os planos, o também presidente da ala Jovem do PSD definiu apenas: “a competência, a garra, a vontade de vencer, a crença de que o mundo pode ser diferente”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *